“O bem amado”

por Mariana de Moraes

O Bem Amado (adaptação da peça original de Dias Gomes) promete, tanto pelo enredo quanto pelo figurino principalmente das irmãs Cajazeiras. O longa-metragem que entrou em cartaz nos cinemas brasileiros na última sexta-feira (23/06) e relata a saga do ambicioso político Odorico Paraguaçu (Marco Nanini) com seu português dinamitoso tem nas personagens Dulcineia, Judiceia e Doroteia (Andréa Beltrão, Drica Moraes e Zezé Polessa, respectivamente) o trabalho mais interessante de guarda-roupa: “As irmãs Cajazeiras cotinuam sendo a comédia de costumes. Elas querem se casar, as três, com Odorico. Mas cada uma tem uma problemática diferente. São uma sátira aos grã-finos” (fonte: portal FFW)

SOBRE O FILME
Baseado na peça teatral de Dias Gomes, “O Bem Amado” conta a história do prefeito Odorico Paraguaçu, que tem como meta prioritária, na administração de Sucupira, a inauguração de um cemitério. Embora apoiado pelas irmãs Cajazeiras e pela população em geral, enfrenta forte oposição liderada por Vladimir, dono do jornaleco da cidade. Dado o caráter pacato da cidade, a falta de defunto impede o prefeito de realizar sua meta. Nem a chegada de Ernesto um moribundo praticamente importado, que acaba não morrendo nem a contratação de Zeca Diabo, um cangaceiro matador, lhe proporcionam a realização do sonho.

Programação para o fim de semana.

@prefiromartini

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s