Afinal, de onde surgem as tendências?

Muito se comenta sobre as tendências da moda, aquela saia que será hit, o acessório que todos tem-que-ter, o sapato do momento. Mas muita gente apenas segue essas trends sem mesmo saber o porquê elas estão ali. Algumas pessoas acham que se uma tendência está em alta é somente porque um estilista a criou, e nem mesmo imaginam todo o processo criativo, de pesquisa comportamental que está antes do produto ir para às araras.

Todo produto de moda, passa por um processo de pesquisa de comportamento, mercado e público alvo da marca. Além dessa parte “técnica” há ainda profissionais especializados em entender o comportamento humano e captar necessidades de acordo com seus desejos, afim de desenvolver um produto de acordo com o que o consumidor precisa, ou seja, o que esse consumidor quer usar, o que ele quer dizer ao mundo a partir do que veste. Essas tendências de comportamento são identificadas por “engenheiros culturais” e são disponiblizadas em portais pagos como o WGSN. Esses profissionais que trabalham para esses bureaus de tendências são responsáveis por “destrincharem” o senso comum, os anseios e dados sobre os costumes da população mundial, e a partir destes dados, divulgam o que chamamos de Macrotendências.

Depois da macrotendência definida é que as tendências ou microtendências são criadas. Mas estas ramificações ficam a critério do artista que irá trabalhar em cima delas. Em resumo, macrotendências são de ordem comportamental que, posteriormente , resultam em microtendências, ou seja, os produtos de moda propriamente ditos.

Claro, dentro desse mecanismo todo a mídia tem sua participação. A publicidade vai aumentar o alcance da infomação, e transforma aspirações em consumo (produtos). A existência de vários canais de comunicação possibilita mais facilmente a disseminação de informações sobre a tendência,  o que, por consequencia, gera uma influência do gosto. Ao escreverem matérias sobre determinada tendência, as revistas de moda também acabam influenciando no gosto do leitor. Pode ser que um dia, você disse “não” aos clogs,  por exemplo, e hoje, tem pelo menos um em seu armário.

Nesse cenário, os estilistas são responsáveis por absorver esse comportamento da sociedade, adequar com seu público transformando isso em tendência, para que os demais sigam e assim ocorra uma “disseminação em massa”. E aí sim, você tem a sua peça “hit” da temporada, que deve ser usada de acordo com seu estilo pessoal.

 

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

2 Respostas para “Afinal, de onde surgem as tendências?

  1. adorei o post 😉 super explicativo….
    parabéns

    beijocas, vc vai quarta né??

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s